12/09/2013 - 5 minutos de leitura.

Avaliação: Triumph Street Triple

Carro

Vai comprar um 0km? Nós te ajudamos a escolher.


José Antonio Leme

Recém-lançada no País, a Triumph Street Triple é montada em Manaus e tem preço sugerido de R$ 31.900 – com freio ABS. O modelo, que disputa compradores na categoria de motocicletas naked (sem carenagem), é dócil e tem, como principal destaque, a facilidade de pilotagem sem deixar de oferecer uma tocada esportiva.

Essa sensação é reforçada pela posição confortável, que permite boa desenvoltura no trânsito urbano. Em estradas e circuitos rápidos, a moto também mostra boas respostas.

O ponto de fixação das pedaleiras deixa as pernas flexionadas na medida certa. Motociclistas de até 1,8 metro de altura “vestem bem” essa moto. O banco é ergonômico para quem vai na frente, mas o espaço do garupa é reduzido. Além disso, não há alças de apoio para o passageiro.

O painel de instrumentos é completo e os punhos de comando são simples, mas todas as funções estão bem à mão. Uma linha de LEDs azuis indica quando o giro do motor está perto do limite e mostra também qual é o momento ideal para trocar as marchas.

O visual dessa Triumph chama a atenção. Os faróis projetados para frente lembram dois grandes olhos a buscar a tangência da próxima curva.

EM AÇÃO
A Street Triple tem motor de três cilindros e 675 cm³ que gera 85,1 cv e 5,1 mkgf. Seu comportamento une o melhor dos propulsores de dois e quatro cilindros.

Como no primeiro, o torque máximo é entregue em baixas rotações. Do segundo, traz a agressividade na hora em que é exigido para acelerar forte.

O câmbio de seis velocidades tem boa relação de marchas e engates curtos e precisos.

O quadro é feito de alumínio, o que se traduz em leveza e rigidez do conjunto. Ou seja: é possível fazer trocas de direção rápidas sem esforço. Satisfatória é a capacidade de esterço do guidom em manobras.

As suspensões, com 110 mm na dianteira e 124,5 mm na traseira, têm curso reduzido. Por isso, são firmes, mas sem comprometimento do conforto. A da frente traz ajuste padrão de compressão e retorno, mas a de trás pode ser regulada na pré-carga da mola.

Os freios, a disco nas duas rodas, são adequados para uma motocicleta com esse nível de potência e torque. E o sistema antitravamento ABS pode ser desligado.

(Confira a fan page do Jornal do Carro no Facebook: https://www.facebook.com/JornaldoCarro)

Notícias relacionadas


Ofertas 0KM

Mais ofertas

Mais ofertas exclusivas

Veja todas as condições especiais