Igor Macário

01/04/2020 - 8 minutos de leitura.

Marcas faziam outros produtos antes de produzir automóveis

História de fabricantes começou com utensílios domésticos, tratores e até armamento. Muitas só foram fazer automóveis após vários anos

automóveis
Peugeot começou fazendo moedores de sal e pimenta e os faz até hoje Crédito: Peugeot/Divulgação
Carro

Vai comprar um 0km? Nós te ajudamos a escolher.

Quem vê os carros da Peugeot nas ruas pode não imaginar o longo caminho que a empresa percorreu até que começasse a produzir os automóveis que conhecemos. A história da marca começou no século 19, quando a Peugeot passou a fabricar moedores de café, sal e pimenta, entre outros produtos de uso cotidiano. A linha de moedores foi iniciada em 1842.

INSCREVA-SE NO CANAL DO JORNAL DO CARRO NO YOUTUBE

A empresa também fazia anáguas para vestidos, estruturas para guarda-chuvas e até instrumentos de cutelaria. O primeiro veículo da Peugeot foi uma bicicleta, daquelas com a roda dianteira enorme e outra pequenininha na traseira. O modelo, batizado de “Le Grand Bi”, foi criado por Armand Peugeot em 1882.

Tanto as bicicletas, quanto os moedores prosperaram junto com a produção de automóveis. As “magrelas” deixaram de ser produzidas, mas os moedores continuam em linha até hoje. A gama, aliás, compreende modelos luxuosos, automatizados, para café, sal, pimenta e outros temperos.

Há também uma linha de facas de cozinha e para churrasco, bem como taças de vinho, sacarrolhas e até assadeiras com a chancela da marca francesa. Todos os produtos têm aspecto bastante luxuoso.

O início da produção de automóveis não foi nada simples. O primeiro carro com motor a combustão da Peugeot – fornecido pela Panhard-Daimler – é de 1890. Uma unidade chegou a ser trazida ao Brasil por Alberto Santos-Dumont. Mas a Société des Automobiles Peugeot, que deu origem à marca de automóveis, só seria fundada em 1896.

Já a Citroën, que posteriormente se uniria à Peugeot, formando a PSA, tem origem em veículos militares. André Citroën, fundador da marca, produzia armamentos para a França durante a Primeira Guerra Mundial. Quando o conflito terminou, ele tinha uma fábrica inteiramente aparelhada, mas sem nada para produzir. Foi aí que veio a ideia de construir automóveis. A empreitada de Citroën começou em 1916.

Origem humilde

Na vizinha Itália, a fabricante de superesportivos Lamborghini tem origens bem mais humildes do que seus carros vendidos por milhões podem sugerir. Em 1948, Ferruccio Lamborghini fundou a Lamborghini Trattori.

A fábrica produzia tratores a partir de materiais de guerra descartados. Curiosamente, o primeiro modelo se chamava “Carioca” e utilizava um engenhoso sistema de injeção que permitia que a partida fosse feita com gasolina – depois da ignição o motor passava a funcionar com diesel.

Posteriormente a marca de tratores se juntou à Società Accomandita Motori Endotermici (SAME) e existe até hoje, embora não tenha mais ligação nem com a família Lamborghini nem com a fabricante de automóveis, que surgiu em 1963 e pertence à Volkswagen.

No Japão, o surgimento da Mazda também é curioso. A empresa foi fundada em 1920 em Hiroshima com o nome de Toyo Cork Kogyo Ltd.
O foco eram produtos feitos de cortiça. Com o declínio da demanda pelo material na década seguinte, os dirigentes da companhia foram obrigados a procurar outro ramo de negócios após quase falir em 1927.

Quatro anos depois, a empresa apresentava o Mazda Go, um pequeno triciclo para uso comercial. O nome vem do deus persa da luz, Ahura Mazda, que também é o deus da sabedoria, inteligência e harmonia. Curiosamente, a Mazda produziu armas para o exército japonês como parte do esforço comum durante a Segunda Guerra.

Peso pesado

A Hyundai ficou famosa entre os brasileiros a partir do fim dos anos 1990, quando a Caoa começou a importar carros da marca sul-coreana. Mas a história do grupo empresarial tem origem há mais de 70 anos. A companhia surgiu em 1947 como uma construtora batizada de Hyundai Togun. Três anos depois, empresa passou a se chamar Hyundai Construction.

A Hyundai Motors foi fundada em 1967 em cooperação com a Ford, para produzir o Cortina (cupê e sedã) na Coreia do Sul. Primeiro carro da marca, e também o primeiro automóvel sul-coreano, o Hyundai Pony só seria lançado em 1975.

Um ano antes, a divisão Heavy Industries completava a montagem de seu primeiro navio. A empresa é a maior fabricante de navios do mundo.

Em 2002, a Heavy Industries, baseada em Ulsan, se desligou do grupo e passou a ser uma empresa independente. Os estaleiros produzem petroleiros, navios para transporte de contêineres, embarcações para exploração de petróleo, plataformas marítimas e os motores que impulsionam essas embarcações.

A HHI tem quatro subdivisões principais. Essas companhias englobam os estaleiros, a área de engenharia de alto mar, maquinário e engenharia fabril.

Subaru

A japonesa Subaru, que curiosamente também é representada no Brasil pelo Grupo Caoa, tem origem parecida com a da Hyundai. Braço automotivo da Fuji Heavy Industries, a empresa passou a se chamar Subaru Corporation.

O conglomerado iniciou suas atividades como Nakajima Aircraft Company, em 1915. A empresa produziu peças de aviões para o governo japonês durante a Segunda Guerra.

Com o fim do conflito, a Fuji Heavy Industries foi formado pela união de cinco empresas e nos anos 1950 se envolveu na fabricação de automóveis. O primeiro veículo da Subaru foi lançado em 1954.

A empresa também produziu ônibus, vagões de trem e ainda mantém uma ativa divisão aeroespacial, que remonta os tempos da Nakajima Aircraft. Além disso, é uma das fornecedoras de tecnologia para a americana Boeing, com participação no projeto do Boeing 777-X.

Notícias relacionadas


Ofertas 0KM

Mais ofertas

Mais ofertas exclusivas

Veja todas as condições especiais


OFERTA EXCLUSIVA

Citroën C4 Cactus FEEL PACK