Volvo XC40 e BMW X2 fazem disputa entre razão e emoção

Novos SUVs da Volvo e BMW, XC40 e X2 têm preço inicial em torno dos R$ 200 mil e motor 2.0 turbo

Volvo XC40 e BMW X2
Crédito: Volvo XC40 tem mais porte de SUV (é mais alto), enquanto o BMW X2 se assemelha a um cupê. Foto: Nilton Fukuda/Estadão

Dois novos utilitários-esportivos de luxo acabam de chegar ao País: Volvo XC40 e BMW X2. Embora pertençam ao mesmo segmento, um é racional e investe em tecnologia para atrair o público brasileiro. O outro tem apelo emocional e está mais para perua do que para SUV.

Neste comparativo, o racional venceu por atender melhor os critérios adotados pelo Jornal do Carro em duelos entre utilitários (veja no quadro abaixo, à direita). Trata-se do XC40, que é mais barato, equipado e confortável. Já quem gosta de dirigir vai se encantar com o X2, que tem posição baixa de guiar e estabilidade de esportivo.

Leia outras avaliações do Jornal do Carro

O Volvo tem duas opções com motor de 252 cv. A Momentum, já repleta de equipamentos de série, custa R$ 194.950. A de topo, R-Design, como a das fotos desta página, acrescenta itens para ficar com visual mais esportivo e sai por R$ 214.950.

Diferença de preços

O grande porém do X2 é o preço, a partir de R$ 214.950 na versão GP. A mais cara, M Sport, com menos tecnologia até mesmo que a Momentum do XC40, custa R$ 246.950. O BMW mais caro também tem diferenciais estéticos para ficar com aparência mais esportiva (e é o que aparece nas fotos).

Além do preço salgado, um dos fatores que contribuíram para a sua derrota no comparativo, o BMW tem lista de equipamentos mais acanhada que a do modelo da Volvo.

Produzido na Bélgica, o XC40 traz , já na versão Momentum, diversos itens que o alemão X2 não oferece. É o caso do carregador de smartphone por indução (sem fio) e do sistema semiautônomo de direção, que permite que o carro ande sozinho, sem intervenção do motorista, dependendo da situação.

Os dois vêm de fábrica com faróis full-LEDs, assistência a estacionamento, start&stop, seis air bags e central multimídia com GPS e espelhamento de celular. A versão de topo do X2 acrescenta teto solar panorâmico, chave presencial, abertura do porta-malas e ajustes dos bancos dianteiros com acionamento elétrico e ar-condicionado de duas zonas. Tudo isso é de série no XC40 Momentum.

O BMW M Sport traz central multimídia mais avançada que a da opção de entrada, com tela de 8 polegadas. Assim como no rival, o monitor do XC40 é sensível ao toque, mas tem 9”, é vertical e lembra um tablet. Só o Volvo traz painel de instrumentos virtual com tela configurável.

O XC40 também leva vantagem no acabamento, mais bonito que o do rival. O do X2 é bem feito, mas muito simples para um carro dessa faixa de preço. O Volvo tem porta-malas maior, já o espaço interno é equivalente ao do BMW. Ambos levam dois adultos com conforto no banco de trás.

Entre o conforto e a esportividade

XC40 e X2 têm motores 2.0 turbo. No Volvo, são 252 cv de potência e 35,7 mkgf de torque. No BMW os números são de 192 cv e 28,6 mkgf, respectivamente.

O XC40 pode acelerar de 0 a 100 km/h em 6,4 segundos e chega a 230 km/h. O X2, por sua vez, vai de 0 a 100 km/h em 7,7 segundos e pode alcançar 227 km/h. As informações foram fornecidas pelas fabricantes.

Na prática, ao pisar fundo no acelerador do BMW as respostas, tanto em arrancadas quanto em retomadas de velocidade, parecem ser tão boas quanto as do Volvo, que é 60 cv mais potente e 7,1 mkgf mais forte.

Parte dessa sensação é resultado do trabalho do câmbio automatizado de duas embreagens e sete marchas do X2, preciso e rápido. O XC40 tem o automático de oito velocidades, também bastante eficiente.

A principal vantagem do X2 ante o XC60 é a dirigibilidade. A posição de dirigir do BMW é mais baixa e levemente inclinada, e seus bancos envolvem melhor o corpo do motorista. Ao volante, o alemão passa sensação semelhante à de guiar um hatch médio ou uma perua.

Os números confirmam: o X2 é 12 centímetros mais baixo que o XC40. Isso ajuda a explicar o fato de sua carroceria quase não inclinar em curvas e balançar bem menos em alta velocidade. Mesmo tendo tração dianteira, o BMW se mostra mais estável que o Volvo, que é 4×4. A direção do X2 também oferece respostas mais diretas.

Por sua vez, o XC40 sobressai bastante quando o assunto é conforto. As suspensões do Volvo filtram melhor os impactos contra o solo. O X2 é ríspido demais e, em pisos imperfeitos, chega a ser desconfortável, por causa da suspensão mais dura.

O quesito manutenção não foi considerado neste comparativo pois a BMW não oferece revisões com preços fixos. O seguro, por sua vez, é caro para ambos. Ainda assim, o XC40 leva uma pequena vantagem ante o concorrente.

Opinião: por que eu compraria um BMW X2

Eu gostei mais do X2. Não sou uma grande fã dos SUVs, mas o BMW é um dos poucos que eu compraria. O alemão traz ao segmento um pouco da praticidade dos carros mais baixos. A posição de guiar é praticamente esportiva, e, por ser grudado no chão, o X2 balança pouco e não se mostra anestesiado. O BMW tem comportamento muito parecido com o de um hatch médio.

Mas nem tudo na vida é dirigibilidade, e, por isso, o XC40 levou tanta vantagem neste comparativo. O Volvo não é apenas mais tecnológico que o rival, mas de todo o segmento. Trata-se do modelo que traz à categoria dos utilitários de luxo de entrada o sistema semiautônomo de condução, e isso é um mérito e tanto.

Bem gostoso de guiar, o XC40 tem tudo o que o consumidor pode esperar de um SUV. Isso sem falar do preço para lá de competitivo. Ficou difícil para o X2 competir com tanta racionalidade.

Ofertas exclusivas

Veja todas as condições especiais


Ofertas 0KM

Mais ofertas

Mais ofertas exclusivas

Veja todas as condições especiais


Notícias relacionadas