Redação

21/01/2019 - 5 minutos de leitura.

Shelby GT500 Super Snake 1967 foi leiloado por US$ 2,2 milhões

Shelby GT500 Super Snake 1967 superou os US$ 1,1 milhão arrecadado pelo Shelby GT500 da nova geração

shelby gt500
FORD SHELBY GT500 SUPER SNAKE 1967 Crédito:
Carro

Vai comprar um 0km? Nós te ajudamos a escolher.

A casa de leilões Mecum leiloou, nos Estados Unidos, na última semana, um exemplar 1967 do Ford Shelby GT500 Super Snake. O carro, que estava com expectativa de atingir entre US$ 1 milhão e US$ 1,2 milhão, foi arrematado por US$ 2,2 milhões. É algo em torno de R$ 8,3 milhões.

Ele bateu o próprio recorde, que era de US$ 1,3 milhão. Com isso, o exemplar se tornou o Mustang mais caro já vendido no mundo – duas vezes. Tendo passado por alguns proprietários após pertencer a Carroll Shelby, ele foi restaurado no início dos anos 2000 e tem 41.843 km rodados.

VEJA IMAGENS DO NOVO SHELBY GT500:

Como surgiu o GT500 Super Snake

Esse carro é um protótipo criado por Carroll Shelby para promover a linha de pneus Thunderbolt, da Goodyear. A ideia era garantir que ele se tornasse um carro de produção limitada. Contudo, na época, o valor seria proibitivo. Ela custaria o equivalente a dois GT500 “normais” e seria até mais caro que o 427 Cobra.

O modelo utilizava o mesmo motor do Ford GT40. Era um V8 427 de 7 litros. Na época, Shelby remontou com novas partes de alumínio e foi preparado para atingir 520 cv de potência. Com isso, era capaz de atingir a velocidade máxima de 274 km/h. Em uma prova de 500 milhas (805 km) na pista de testes da Goodyear, marcou a velocidade média de 229 km/h.

A Shelby, empresa criada por Carroll, anunciou no final de 2018 uma reedição do modelo. Serão produzidas 10 unidades equipada com motor V8 de 7 litros com mais de 550 cv. O valor estimado de venda é de US$ 250 mil – cerca de R$ 945 mil.

Novo Shelby GT500 também foi a leilão

A primeira unidade produzida da nova geração do Shelby GT500 também foi a leilão. O modelo de VIN 001 (o equivalente a marcação de chassi), foi arrematado durante um evento da casa de leilões Barrett-Jackson.

O modelo na cor laranja saiu de lá valendo US$ 1,1 milhão, cerca R$ 4 milhões. O “sortudo” foi o CEO da casa de leilões, Craig Jackson. Todo o dinheiro arrecadado será doado para a pesquisa da cura para a Diabetes tipo 1 em crianças por meio da JDRF – a Juvenile Diabetes Research Foundation.

Com seus mais de 700 cv, é o Mustang mais potente já produzido pela marca. O motor V8 5.2 litros – o mesmo do GT350 – recebeu um compressor mecânico (supercharger) de 2,65 litros. Com isso, a potência superou os 700 cv. No Mustang civil, por assim dizer, o propulsor V8 tem 5 litros.

O Shelby GT500 recebeu também novos ajustes de suspensão, com revisão da geometria e nova caixa de direção com assistência elétrica. Para os amortecedores adaptativos MagneRide, novas molas. Os freios são da Brembo com discos de 420 mm de diâmetro com pinças maiores de seis pistões.

Notícias relacionadas


Ofertas 0KM

Mais ofertas

Mais ofertas exclusivas

Veja todas as condições especiais