Redação

10/07/2020 - 6 minutos de leitura.

Land Rover lança o novo Defender 110 no Brasil por R$ 400.750

Nova geração do Land Rover Defender começa a ser vendida no Brasil em pré-venda de 150 unidades com motor de 300 cv a partir de R$ 400.750

Defender
Defender ganhou aguardada nova geração Crédito: Land Rover/Divulgação
Carro

Vai comprar um 0km? Nós te ajudamos a escolher.

Há alguns automóveis que transcendem o fato de ser apenas um produto e ganham fãs. Se tornando um sonho de consumo e parte integrante da família das pessoas. O Land Rover Defender seguramente é um destes casos. O modelo foi apresentado ao mundo pela primeira vez no dia 30 de abril de 1948. Agora, em quinta geração, desembarca no Brasil em um lote inicial de pré-venda de 150 unidades apenas na carroceria longa, a 110, nas versões S, SE, HSE.

Continua depois do anúncio

Apesar das diferentes versões, a motorização oferecida é única, a P300, um 2.0 turbo a gasolina de 300 cv de potência. Por ora, não há versão a diesel. A tração é integral e o câmbio automático de oito marchas. O zero a 100 km/h do novo Defender é feito em 8,1 segundos, com máxima de 191 km/h.

Algumas versões do modelo são equipadas com sistema de suspensão a ar, novidade no modelo. O sistema Adaptive Dynamics é capaz de monitorar os movimentos do veículo e fazer o SUV reagir às condições de piso e dirigibilidade. A capacidade de travessia é de 90 cm.

Os itens de série não deixam a desejar no luxo. O carro possui bancos de couro com regulagem elétrica, tela de 12,3 polegadas e câmera e sensores de estacionamento 360°. Há ainda capô transparente, monitor de fadiga e de tráfego traseiro, controle de cruzeiro, limitador de velocidade e ar-condicionado tri-zona, com climatização para a terceira fileira de dois bancos. Também é possível escolher pacotes de acessórios estéticos para o novo modelo, que são o Urban, Explorer, Adventure e o Country. Eles são opcionais e servem ao terreno preferido do comprador.

Defender tem história jogada na lama

Desenhado para uso em fazendas e indústrias, o Land Rover original foi produzido até 1985. Houve até um breve período de sobreposição com o Defender, lançado em 1983. Ainda assim, os primeiros modelos eram chamados apenas de 90 e 110. Os números eram referentes à distância entre-eixos em polegadas. A nomenclatura Defender apareceu apenas em 1990. O nome apareceu para evitar confusão com o então recém lançado Discovery. Foi quando o modelo passou a ser oficialmente chamado de Defender 90 ou Defender 110.

Embora bem mais modernos que os antigos Land Rover Series, os Defender se mantiveram como a lembrança das origens utilitárias da marca. Robustos e muito capazes, eram o oposto dos jipões mais luxuosos da marca. Enquanto os Range Rover, e até os Discovery, ganharam muito luxo e sofisticação, o Defender se manteve fiel às suas raízes.

No lançamento em meados dos anos 80, o modelo ainda usava os mesmos motores de 2,25 litros a diesel e gasolina dos Land Rover Series. Com apenas 75 cv, estavam longe de dar ao modelo um desempenho aceitável. Um V8 de 3,5 litros a gasolina da Rover ainda estava disponível, mas o desempenho não era muito melhor.

Continua depois do anúncio

Em busca de mais luxo

Nos anos 1990, quando o nome Defender foi finalmente adotado, o utilitário ganhou um novo 2.5 turbodiesel de 110 cv, vindo do Discovery. Mais moderno, deu ao modelo desempenho melhor. O V8 chegou a 4,0 litros e chegou a ter transmissão automática em alguns mercados, numa tentativa de deixar o modelo menos rústico.

Ainda em 1998, o utilitário ganhou um 2.5 de cinco cilindros turbodiesel com 125 cv. E ao longo dos anos 2000, o modelo recebeu melhorias nos motores. Elas serviram para os propulsores se adequarem a regras mais restritas de emissões de poluentes. Em 2007 o 2.5 foi substituído por um novo 2.4 diesel de quatro cilindros fornecido pela Ford, que era dona da Land Rover na época.

O Defender nos anos 2000 o Defender também ganhou alguns luxos, como ar-condicionado, controles de estabilidade e tração e freios ABS.

A última atualização do modelo foi em 2012, quando o 2.4 deu lugar a um 2.2 a diesel, também com os mesmos 125 cv. A mudança enquadrou o modelo nas normas Euro V antipoluição.

O último Defender saiu da fábrica da marca em Solihull, na Inglaterra, em 29 de janeiro de 2016. A unidade é do modelo 90 com teto de lona.

Inscreva-se no canal do Jornal do Carro no YouTube

Veja vídeos de testes de carros e motos, lançamentos, panoramas, análises, entrevistas e o que acontece no mundo automotivo em outros países!

Inscrever-se

Notícias relacionadas


Ofertas 0KM

Mais ofertas

Mais ofertas exclusivas

Veja todas as condições especiais