Redação

01/07/2020 - 3 minutos de leitura.

Furto e roubo de veículos caem quase 50% em São Paulo em abril

Furto apresentou queda de 49% e roubo de 45%; estudo alega que queda foi causada por redução da movimentação na pandemia

roubo
PANDEMIA AJUDOU REDUÇÃO DO MOVIMENTO E POR ISSO DOS ROUBOS E FURTOS Crédito: PIXABAY
Carro

Vai comprar um 0km? Nós te ajudamos a escolher.

Durante os primeiros quatro meses de 2020 o roubo e furto de veículos caíram 21,25% e 20,62%, respectivamente. Os dados foram comparados com o mesmo período de 2019 no Estado de São Paulo. A pesquisa foi feita pela Fundação Escola de Comércio Álvares Penteado (FECAP) e a empresa de rastreamento Tracker. A base de dados é da Secretaria de Segurança Pública de SP.

Como era de se esperar, a queda maior dos quatro meses aconteceu em abril, quando o isolamento social por causa da pandemia do novo coronavírus já era mais firme. A redução foi de 45,53% em roubos de veículos, 32,79% nos roubos de carga e 49,29% nos furtos de veículos. Isso na comparação com o mês de abril de 2019.



“Com o decreto de quarentena no Estado de SP, desde março de 2020, o movimento nas ruas reduziu substancialmente, o que levou também a uma menor oportunidade para o criminoso cometer roubos e furtos”, afirma o coordenador do Núcleo de Pesquisa da FECAP, Erivaldo Costa Vieira.

Segundo a pesquisa, mudou também o comportamento nos crimes. A maioria dos roubos passou a ocorrer durante a noite (48,28%). Em 2019, havia uma prioridade, ainda que menor pela manhã (27,9%), segundo os dados. Segundo o levantamento, nos quatro primeiros meses deste ano, foram registrados 12.304 boletins de roubo de veículos. Quase a metade das ocorrências foi de roubos de automóveis (49,61%), seguido de motocicleta (26,25%) e caminhonete (6,53%).

Cidades e bairros mais violentos

As dez cidades recordistas de ocorrências de roubos foram São Paulo (42,66%), Campinas (5,33%), Guarulhos (4,18%), São Bernardo do Campo (2,92%), Santo André (2,79%), Diadema (2,74%), Mauá (1,97%), Osasco (1,64%), Itaquaquecetuba (1,55%) e Suzano (1,35%).

Na capital paulista, os bairros mais violentos foram: Sacomã (2,89%), São Mateus (2,70%), Iguatemi (2,44%), Ipiranga (2,44%), Itaquera (2,32%), Cidade Ademar (2,21%), Jardim Colina (2,09%), Sapopemba (1,99%), Jabaquara (1,95%) e Itaim Paulista (1,93%). A maioria dos bairros se encontra na Zona Leste e Zona Sul.

Inscreva-se no canal do Jornal do Carro no YouTube

Veja vídeos de testes de carros e motos, lançamentos, panoramas, análises, entrevistas e o que acontece no mundo automotivo em outros países!

Inscrever-se

Notícias relacionadas


Ofertas 0KM

Mais ofertas

Mais ofertas exclusivas

Veja todas as condições especiais