Redação

13/11/2019 - 4 minutos de leitura.

‘Ford v. Ferrari’ estreia amanhã nos cinemas

Longa metragem conta história da rivalidade entre as duas marcas que culminou na criação do Ford GT40 e tem Caroll Shelby como um dos personagens centrais

ford
Matt Damon interpreta Caroll Shelby no longa metragem Crédito: Mario Anzuoni/Reuters
Carro

Vai comprar um 0km? Nós te ajudamos a escolher.

Estreia amanhã nas salas de cinema do País o Longa “Ford v. Ferrari”, que conta a histórica rivalidade entre as duas marcas nos anos 1960. O momento também foi pano de fundo para o nascimento de um dos maiores ícones do mundo automotivo, o Ford GT40.

INSCREVA-SE NO CANAL DO JORNAL DO CARRO NO YOUTUBE

O longa retrata os pormenores das decisões tomadas pela Ford para criar o esportivo. O GT40 ganhou Le Mans quatro vezes seguidas, entre 1966 e 1969. Ele fez a marca ser a montadora americana a ganhar mais corridas europeias desde a Duesemberg nos anos 1920. A Ferrari havia ganhado Le Mans seguidamente entre 1960 e 1965.

O GT40

O desenvolvimento do carro teve participação ativa de Henry Ford II, que queria um carro para vencer a Ferrari em Le Mans. A richa entre as duas marcas começou antes, em 1963. Foi quando Enzo Ferrari demonstrou interesse em vender a marca para a Ford.

A gigante americana gastou milhões de dólares em negociações legais para viabilizar a compra. Tudo para que a Ferrari encerrasse as conversas por não querer que a Ford controlasse a divisão de corridas da italiana.

O GT40 nasceu com motores V8 da Ford, preparados por Caroll Shelby, e chassis da Lola. Os V8 tinham entre 4,2 e 7,0 litros, os maiores usados pela Ford na época. O 40 do nome representam a altura do carro em polegadas, ou apenas 1,02 metro de altura, regra da categoria na época.

Shelby

Caroll Shelby foi um dos grandes nomes do automobilismo americano. O texano começou sua carreira de piloto em meados dos anos 1950 pilotando um MG TC emprestado de um amigo. Shelby bateu nada menos que 16 recordes de velocidade no deserto de sal de Bonneville, nos Estados Unidos. Também competiu na Fórmula 1 nas temporadas de 1958 e 1959.

A carreira ao volante foi curta, encerrada em 1959 por motivos de saúde. No entanto, a partir daí, Shelby construiu um legado na preparação de motores e construção de carros especiais. Já no início dos anos 1960, os primeiros AC Cobra ficaram prontos, com motor V8 de 4,2 litros da Ford.

O sucesso do carros nas pistas deu a Shelby vários troféus de construtores e o levou a participar ativamente na criação do GT40 dentro da própria Ford. A marca também preparou várias versões do Mustang com o conhecimento de Caroll Shelby.

Apesar da parceria histórica com a marca do oval azul, Shelby também desenvolveu projetos com Dodge e Oldsmobile, da GM. Modelos como Dodge Charcer, Lancer e Daytona tiveram versões especiais.

Notícias relacionadas


Ofertas 0KM

Mais ofertas

Mais ofertas exclusivas

Veja todas as condições especiais